Como-sao-feitas-as-replicas-de-relogios

Como são feitas as Réplicas de Relógios

É enorme a paixão que muitas pessoas nutrem por relógios. Há quem goste dos grandes, enquanto outros preferem aqueles mais discretos. Uns preferem os esportivos, ao passo que muitos amam os modelos mais clássicos, com pulseiras de couro.

 

Todavia, há aqueles que são ecléticos e se apaixonam pelo simples fato de serem relógios. Por fim, têm aqueles que não se preocupam com a procedência dos relógios, ao mesmo tempo em que muitos só compram os originais.
E por falar em relógios originais, eles muitas vezes são confundidos com as réplicase é exatamente sobre isso que vamos conversar um pouco.

 

As réplicas de relógios são cópias quase fiéis de marcas conhecidas; muitas só são percebidas por peritos. Geralmente a diferença reside apenas na máquina do relógio; o restante (material de fabricação, logomarca no mostrador, peso, pulseira e caixa) é idêntico ao original.

 

Mas não confunda réplica com falsificação.
As réplicas são construídas com todos os detalhes do original, sendo necessária a análise de um especialista para diferenciá-las dos originais. Têm a autorização da original para a sua produção. Já a falsificação é produzida com material muito inferior, com péssima qualidade e funcionamento.

 

Algumas características das réplicas:
- Geralmente não são à prova d’água, mas sim resistentes a mergulhos e banhos frios;
- Geralmente resistem a até 20 metros de profundidade;
- Relógios banhados com dourado imitando ouro não podem ser usados em piscinas, devido ao cloro;
- Existem réplicas de qualidades diferentes: com pulseira e caixa de primeira linha e maquinário de segunda linha; há também réplicas feitas toda em primeira linha, mas com bateria de segunda.

 

Existem réplicas que são muito semelhantes aos originais. Todavia, por mais parecidas que sejam, nunca terão a mesma qualidade.

 

Os motivos que levam alguns consumidores a adquirirem réplica de relógios são os mais diversos possíveis e o ideal é procurar lojas que realmente comercializam réplicas e não falsificações.

Publicado em: 08/12/2014